Fisioterapia dermatofuncional: entenda o que é e para que serve

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando pensamos em fisioterapia, logo associamos à imagem de tratamentos físicos de reabilitação motora. No entanto, existem vários ramos da atividade pouco conhecidos e que merecem atenção por solucionarem problemas com os quais lidamos diariamente.

Pensando nisso, vamos abordar neste post a área da fisioterapia que estuda o maior órgão do corpo humano: a pele. Essa especialização é chamada de Fisioterapia Dermatofuncional.

Embora muito importante, a Fisioterapia Dermatofuncional foi reconhecida como especialidade apenas em 2009 pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), sendo uma área relativamente nova.

Quer entender mais sobre o assunto? Continue a leitura e descubra o que é a Fisioterapia Dermatofuncional, em quais casos ela se aplica e as principais soluções!

O que é Fisioterapia Demartofuncional?

A Fisioterapia Dermatofuncional é o estudo, tratamento e prevenção das disfunções do tecido tegumentar, ou seja, a pele.

Ela atua sobre as alterações dermatológicas dos indivíduos que podem, muitas vezes, ocasionar prejuízos para a saúde corporal e mental. O principal objetivo é tratar e/ou prevenir as alterações do tegumento de forma a promover uma melhoria ou recuperação do tecido, obtendo um resultado funcional e estético.

Fisioterapia Reparadora X Fisioterapia Estética

Como a Fisioterapia Dermatofuncional tem como foco a pele, muitos pensam que ela é apenas um capricho para obter resultados estéticos, mas isso é um grande engano.

Uma disfunção no tecido tegumentar pode muitas vezes ser causa de baixo auto-estima e até mesmo resultar em complicações mais graves para a saúde em geral caso não tratada corretamente.

Podemos separar essa especialidade da fisioterapia em duas áreas principais: fisioterapia reparadora e fisioterapia estética.

Enquanto a fisioterapia reparadora tem o foco na recuperação do tecido em cirurgias (tanto no pré quanto no pós operatório) e em alterações como cicatrizes, queimaduras e úlceras, a fisioterapia estética dedica-se a prevenir e tratar problemas relacionados ao envelhecimento cutâneo e à disfunções que se manifestam visualmente na pele, como acne, estrias e gordura localizada.

As principais disfunções tratadas pela fisioterapia dermatofuncional serão abordadas no próximo tópico. Confira:

Casos em que aplica-se a Fisioterapia Dermatofuncional

Como explicamos, a fisioterapia dermatofuncional dedica-se ao tratamento de disfunções que afetam o tecido tegumentar. Assim, ela pode ser aplicada em diversos casos, como:

  • envelhecimento cutâneo;
  • acne;
  • manchas;
  • estrias;
  • queimaduras;
  • edemas;
  • celulites;
  • flacidez da pele;
  • rosáceas
  • gordura localizada;
  • preparação para o pré-operatório de cirurgias plásticas;
  • auxílio na recuperação do pós-operatório em cirurgias plásticas;
  • úlceras;
  • feridas em geral na pele.

Como é o tratamento na Fisioterapia Dermatofuncional?

A Fisioterapia Dermatofuncional envolve uma abordagem com vários profissionais e busca uma solução holística para a disfunção tratada.

Assim, dificilmente o fisioterapeuta dermatofuncional atuará sozinho. O tratamento envolve médicos dermatologistas, nutricionistas, educadores físicos, endocrinologistas, cirurgiões plásticos, angiologistas etc.

Antes do tratamento, o profissional analisa o paciente em sua totalidade, pensando desde aspectos físicos, como peso, altura e medidas, passando pelos hábitos diários de rotina, alimentação e exercícios, chegando até o estado emocional. Essa visão holística é importante para elaborar um tratamento personalizado e que esteja de acordo com as demandas e particularidades de cada paciente.

Só assim é possível entender qual é o tratamento mais adequado, sua frequência e duração e se ele deve ou não estar combinado a outros tratamentos em uma ação conjunta para, então, atingir os resultados de acordo com a expectativa desejada.

E quais os possíveis tratamentos oferecidos pela fisioterapia dermatofuncional? São vários e usados conforme a disfunção. Alguns dos oferecidos são:

  • eletrolipólise;
  • drenagem linfática;
  • limpeza de pele;
  • ultrassom;
  • peelings;
  • eletroestimulação;
  • massagem modeladora.

Gostou deste post? Não deixe de assinar nossa newsletter para receber mais artigos diretamente no seu email!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *